DEPEN

1 - Notícias

17/05/2019

Secretário da Segurança visita Penitenciária Estadual e o Instituto Médico-Legal de Maringá

O secretário da Segurança Pública, general Luiz Felipe Carbonell, esteve, na manhã desta quinta-feira (16), visitando o Instituto Médico-Legal de Maringá, no Norte do Paraná. Na tarde de ontem, quarta-feira (15), ele conheceu a Penitenciária Estadual de Maringá (PEM). As duas visitas fazem parte do cronograma de mapeamento das instituições relacionadas à Secretaria.

“O principal objetivo das nossas visitas é ter um contato direto com os representantes de cada órgão, de forma que nós possamos ter, não só as informações que muitas vezes vem por um relatório, mas ter o sentimento de quem está na ponta da linha, saber quais são os problemas do dia a dia. Com essas informações, temos a capacidade de ajudar o sistema inteiro, fazendo com que tenhamos a confirmação de dados, e muitas vezes aproveitemos as sugestões do que a ponta está usando para resolver problemas que são críticos do sistema de segurança”, afirmou o secretário da Segurança Pública, general Carbonell. 

Na sede do Instituto Médico-Legal de Maringá, unidade responsável pelo atendimento de 28 municípios, o secretário foi recepcionado pelo diretor-geral do Instituto Médico-Legal do Paraná, Aldo Pesarini, que representou o diretor-geral da Polícia Científica, Leon Grupenmacher. “Em termos de construção física o prédio está em boas condições de funcionamento. O que nós temos aqui é o mesmo problema do restante do estado, a falta de pessoal. Esperamos que com as novas contratações autorizadas pelo Governador Ratinho Junior, possamos suprir de forma adequada o efetivo local. Além disso, estamos trabalhando fortemente para amenizar todos os problemas”, afirmou o secretário, se referindo ao concurso da Polícia Científica que está em andamento e vai reforçar o quadro de servidores de todo o Estado, inclusive na região de Maringá.

 “Comparado com épocas anteriores, nunca estivemos tão bem quanto hoje”, disse o diretor Instituto Médico-Legal do Paraná, Aldo Pesarini, se referindo a visita do secretário e a unidade do IML que tem 1.390 metros quadrados e conta com 18 câmaras frias, uma recepção com 80 metros quadrados e 40 acentos, ar-condicionado, banheiros, bebedouros e um auditório com 80 lugares.  

PEM – Na tarde da última quarta-feira o secretário conheceu a Penitenciária Estadual de Maringá, unidade de regime fechado e que comporta atualmente mais de 400 presos condenados. O local também conta com uma galeria destinada a unidade de progressão, para presos em fase final de cumprimento de pena, que trabalham e estudam em tempo integral. Toda a visita foi acompanhada pelo agente penitenciário Luciano Brito, chefe regional do Departamento Penitenciário em Maringá. Dentre os temas abordados durante a visita estão os projetos futuros para solucionar a superlotação no Estado. 

Maringá possui outras duas unidades penais: a Casa de Custódia de Maringá, unidade de regime fechado com capacidade para quase mil presos, e a Colônia Penal Industrial de Maringá, unidade de regime semiaberto com capacidade para aproximadamente 350 detentos.

Ao final da visita à unidade, o secretário conversou com os novos agentes Serviço de Operações Especiais (SOE), que ainda estão em treinamento. Além disso, general Carbonell também cumprimentou aproximadamente 100 alunos de direito da Unicesumar, que também estavam visitando a unidade. “Desejo sorte e sucesso neste caminho longo e árduo, sejam sempre bem vindos em nossas unidades e que no futuro possam contribuir com o desenvolvimento da segurança pública”, disse.

EXPOINGÁ - No início da tarde de hoje o secretário recebeu dois representantes do sistema penitenciário que apresentaram novas sugestões para melhoria das situações do sistema prisional na região. São eles o diretor da Colônia Penal de Maringá, Osvaldo Machado, e o vice-diretor da unidade, Júlio César Franco, que comentou: “nunca antes um secretário de segurança veio até as unidades nos ouvir. Agora estamos tendo voz”.  O encontro foi na Expoingá.

 

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.