DEPEN

1 - Notícias

24/03/2020

Psicólogos atendem servidores do Depen à distância e gratuitamente

Por conta do alto nível de estresse comum para quem trabalha no sistema penitenciário, somado ao isolamento social imposto para evitar a disseminação do coronavírus (Covid-19), psicólogos se disponibilizaram a atender os servidores do Departamento Penitenciário de maneira voluntária. A ação se dá em acordo com a Escola de Formação e Aperfeiçoamento Penitenciário (ESPEN).

“Fique em casa” é a frase do momento. O pedido, quase um clamor popular, é para evitar a disseminação ainda maior da pandemia causada pelo coronavírus (Covid-19). Por conta disso, o comércio e os parques estão fechados e as ruas e demais espaços - públicos ou privados - estão com restrição de circulação.

Sendo assim, o Governo do Estado e a Secretaria da Segurança Pública têm implantado o home office e pedido que os próprios servidores evitem sair de casa. Com tudo isso, para aqueles que trabalham no Depen do Paraná, em setores que é possível, foi implantado o teletrabalho ou mudanças de escala. Mas, com tanto isolamento, como fica a saúde mental das pessoas?

“Pensando nisso, contamos com o apoio de psicólogos parceiros e criamos um canal específico para aqueles que precisarem conversar sobre sua saúde mental. Para isso, basta mandar uma mensagem para o Whatsapp institucional da ESPEN, que o encaminhamos para um destes voluntários”, explicou a diretora da Escola, Marilza Hack.

A identidade dos servidores será preservada. “Para fazermos o encaminhamento, basta nos enviar o primeiro nome”, explicou Marilza.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.