DEPEN

1 - Notícias

01/10/2021

Central de Monitoração Eletrônica do Depen é inaugurada em Maringá

Em Maringá, região norte do Paraná, foi inaugurada no fina desta quinta-feira (30/09), a Central de Monitoração Eletrônica (CME) do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen). A solenidade de inauguração aconteceu na Cadeia Pública de Maringá, local onde está inserida a CME, ao lado da 9ª Subdivisão da Polícia Civil (9ª SDP), e contou com a presença do Secretário da Segurança Pública do Paraná, Romulo Marinho Soares. A cidade de Maringá é a segunda no estado do Paraná que tem um local exclusivo para o monitoramento de presos com tornozeleira.

Para o Secretário Marinho, o uso da tecnologia é essencial para aprimorar os serviços da Secretaria da Segurança Pública do Paraná, sempre buscando a excelência no serviço. Marinho lembra que por meio deste tipo de modernização, com uma estrutura preparada, e com organização, o Paraná está cada vez mais seguro.

“Estamos trazendo aqui para Maringá a estrutura que vai permitir fazer mais com menos, usando a tecnologia. Isso é muito importante para a Segurança Pública e é o que estamos dizendo todos os dias, incentivando os coordenadores, os delegados e os policiais militares a fazerem este tipo trabalho. Então saio daqui muito feliz, pois quem ganha com isso é a sociedade”, esclarece secretário Marinho.

Através da Central de Monitoração Eletrônica (CME), o Depen consegue informar às forças de segurança do Estado do Paraná sobre o conhecimento da existência de tornozeleiras eletrônicas desativadas (equipamentos guardados em delegacias, distritos policiais, penitenciárias, Institutos Médicos Legais, institutos de criminalística, autoridades policiais municipais, estaduais e federais) e, assim, por meio do contato com a CME resolve a situação o mais rápido possível.

O coordenador da Regional do Depen, de Maringá e Cruzeiro do Oeste, Luciano Brito, destaca o novo espaço e que através deste benefício e modernização na estrutura do Depen será possível ter um melhor atendimento à segurança pública.

“Uma importante conquista para nós do Departamento Penitenciário do Paraná, pois teremos a qualificação no atendimento às pessoas que vão ser agraciadas com o benefício do semiaberto harmonizado. Com o monitoramento, esperamos aumentar um nível de segurança e fiscalização desta política pública de desencarceramento”, acrescenta.

Atualmente, o estado do Paraná conta com 10 cidades que tem a central de monitoração: Curitiba, Escritório Social; Matinhos, Delegacia Cidadã; Ponta Grossa, Penitenciária Estadual de Ponta Grossa (PEPG); Guarapuava, Centro de Regime Semiaberto de Guarapuava (CRAG); Londrina, Centro de Reintegração Social de Londrina (CRESLON); Maringá, Colônia Penal Industrial de Maringá (PECO); Francisco Beltrão, Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão (PFB); Cascavel, Cadeia Pública de Cascavel - 15ª Subdivisão Subdivisão da Polícia Civil (15ª SDP) e Foz do Iguaçu, Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu II (PEF2).

Também acompanharam a inauguração da Central de Monitoração Eletrônica em Maringá, prefeito de Maringá, Ulisses Maia Kotsifas; o prefeito de Cruzeiro do Oeste, Helena Bertoco; Pastor presidente das Assembleias de Deus de Maringá, Pastor Antonio Ferreira; delegado-chefe da 9ª Subdivisão Policial de Maringá, Dr. Adão Wagner Loureiro; representando a Casa Civil regional de Maringá, Sr. Amauri Donadon Leal; o vice-diretor do Depen, Luiz Francisco da Silveira; representando o presidente da Câmara Municipal, o vereador Mario Hossokwa, o vereador Paulo Henrique Biazon.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.